A Má Fama dos Brasileiros na Bolívia

A Má Fama dos Brasileiros na Bolívia


Uma das questoes sao os chamados filhos de papaizinho (play boy) e as "barbies" que tem vindo pra cá e queimado o filme dos brasileiros. Além de serem grossos com os bolivianos, ainda "fazem e acontecem".. Pilotam moto e dirigem carro sem terem carteira de motorista, ou autorizacao para tal na Bolívia.
Por exemplo em La Paz as brasileiras sao obrigadas a fazer exame de HIV pelo menos duas vezes por ano. E em todo o país todos tem que fazer exame de Aids quando estao fazendo o visto de estudante (que é obrigatório).
Como acontece no Brasil, muitas universitárias recebem ao invés do diploma, um filho na barriga, e os rapazes um filho pra criar, ou uma pensão pra pagar.
Por isto aconselhamos aos pais que conversem com seus filhos, pois não há como ficar vigiando 24 horas por dia, e ademas cada um tem que saber honrar seu pai e sua mãe, e família, estando longe ou perto.
            A questão não é porque estão na Bolívia e sim uma questão de caráter e “oportunidade perdida”, digo perdida, porque estar em um outro país é uma experiência única e maravilhosa. Poder conhecer outras pessoas, outra cultura, poder ajudar pessoas de um país que carece tanto com a Bolívia de ajuda externa.
            Uma coisa de que os bolivianos estão cansados em sua história é de gente que os explora, desde a dominação espanhola, americana, brasileira (com a Petrobras), quem sabe se  a mentalidade mudar, as coisas também venham a mudar. Pense bem você está a ponto de sair do seu país para estudar num outro país, então o mínimo que deve fazer é servir esta gente.
            Um doutor boliviano estava elogiando uma brasileira que estudava em Cochabamba: “-Voce vai longe com seus estudos e profissão, pois você veio do seu país e não só aprendeu o espanhol, que é a língua oficial do país, mas também aprendeu Quéchua, uma de nossas línguas nativas, e o modo como você trata os pacientes bolivianos nos encanta”!
            Quem sabe poderemos mostrar mais casos como este em nosso blog e a má fama dos brasileiros de pegadores, mulherengos fáceis, não se converta em relatos como o desta jovem.
Infelizmente muitas brasileiras vem pra cá e se transformam e como é possível em algumas clínicas fazer aborto (apesar do aborto ser ilegal na Bolívia). Um ginecologista que é professor em uma Universidade boliviana afirma que quando as brasileiras consultam com ele, por sua experiencia sabe quem praticou aborto, e afirma que nao sao poucos os casos de brasileiras que devido a uma vida bem diferente da que tinham no Brasil acabam engravidando de brasileiros, bolivianos, etc...

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada